1554

Home

1711
1822
1889
1930
1953
1969
1975

Imperial Cidade e Burgo dos Estudantes (1822 -1889)

1822
O Imperador D.Pedro I proclama a Independência do Brasil nos arredores da cidade.
A Cidade de São Paulo é nomeada Sede Administrativa da província.

1823
São Paulo Recebe o título de Imperial Cidade.

1827
Por Decreto Imperial, funda-se a Academia de Direito do Largo de São Francisco.

1830
- A Câmara Municipal estabelece:
- Padrões e critérios para as edificações;
- Abastecimento de àgua e gêneros alimentícios;
- Higiene dos animais e recolhimento do lixo.

Proliferam as pequenas publicações voltadas à temática social.



Faculdade de direito da província de São Paulo
Faculdade de Direito da Província de São Paulo (1827)

1835
A Lei Provincial No.18, de 9 de abril de 1835 cria na Capital da Província e demais municípios e vilas,
os cargos de Prefeito e Sub-Prefeito (nomeados pelo presidente da província) e nomeia :

- Luis Antônio de Sousa Barros - 5/maio/1835 a 21/novembro/1835
- Joaquim Lopes Guimarães (Interino) - 12/outubro/1835 a 5/novembro/1835
- Miguel Antunes Garcia (Interino) - 5/novembro/1835 a 21/novembro/1835
- Brig.Joaquim José de Morais Abreu - 13/fevereiro/1836 a 21/fevereiro/1836
- Pe.Pedro Gomes de Camargo - 22/fevereiro/1936 a 28/fevereiro/1838

Atribuições do Prefeito:

- Cuidar dos empregados do Município;
- Cuidar da Segurança;
- Cuidar da "Tranquilidade da Cidade".

A população da cidade é de aproximadamente 21.940 habitantes.

Café e Modernização

1858
As grandes fazendas de café comercializam o produto na cidade.
A economia cafeeira, por sua própria natureza, incentiva o desenvolvimento de atividades urbanas, ao exigir uma organização complexa de financiamento, plantio, beneficiamento, transporte, armazenamento e exportação do produto.
Crescem o comércio e os entrepostos comerciais, devido à posição estratégica privilegiada.
Inaugurado o primeiro Cemitério Público na rua da Consolação, com jazigos e valas corretamente dispostos.

1860
Igreja do Colégio ao lado da Cadeia Pública
-----Igreja do Colégio ao
-----lado da Cadeia Pública

 

A Imprensa paulistana empenha em reivindicar um progresso urbano compatível com a nova riqueza cafeeira.
Jornais como: O Raio(1858), A Zorrague(1858), A Razão(1862), O Diabo Coxo(1864) e Cabrião(1866) criticam a Administração Municipal.


1866

Primeira consolidação das Posturas Municipais: Código de Obras, Saneamento e Higiene das habitações.


1867
Estrada de ferro

- Chegada da Estrada de Ferro.
- Construção da São Paulo Railway (Santos-Jundiaí), principalmente para o escoamento da produção cafeeira.
- Criam-se bancos, e estabelece-se uma infraestrutura administrativa.
- Imigrantes europeus na capital, introduzem novas mercadorias e costumes.
- A cidade ganha nova feição com o processo de substituição da mão-de-obra escrava pela de imigrantes europeus.
- O Presidente da Província de São Paulo, José Tavares Bastos, recruta grande parte da população masculina, para a Guarda Nacional.

1872
A população é de aproximadamente 32 mil habitantes.
Em 1871 é promulgada a Lei do Ventre Livre. Os cafeicultores fundam a Associação de Colonização e Imigração, auxiliada pela Província e pelo Império, para buscar trabalhadores europeus e introduzi-los nas lavouras.

O Presidente da Província de São Paulo, João Teodoro Xavier, executa até 1875:
- Obras de Arruamento e Conservação;
- Construção de Obras Públicas;
- Ordenamento do espaço urbano.

1879
Em 13/maio/1888 é declarada a Libertação dos Escravos, através da Lei Áurea, promulgada pela Princesa Isabel.
De 1888 a 1892, 202,5 mil italianos entram em São Paulo, de um total de 263,1 mil trabalhadores europeus.
São principalmente os italianos que vão compor o operariado da nascente Indústria Paulista.
Surgem bairros operários no arredores de São Paulo, onde só se fala o italiano, como o Brás, o Bexiga e a Moóca.
Surge o primeiro bairro aristocrático em São Paulo: Campos Elíseos, inspirado no Champs Elysée parisiense.


1890
Inicia-se a construção da Av. Paulista, formada pela alta Aristocracia Cafeeira, e depois pela Burguesia Industrial.

A população é de aproximadamente 65 mil habitantes.
Cria-se o Conselho de Intendentes, escolhidos pela Câmara Municipal, coordenando 3 comissões:
- Contas, Orçamento e Justiça;
- Obras e Datas;
- Saúde Pública, Matadouro e Cemitério.

Antiga Av. Paulista



1554 | 1711 | 1822 | 1889 | 1930 | 1953 | 1969 | 1975
| Referências Bibliográficas


Portal Sampa - Toda a Prefeitura em um só lugar.
copyright © Do Sítio ao Site
criação
PRODAM
agosto/2000