Salte para o menu principal desta páginaSalte para o conteúdo principal desta página CIDADE DE SÃO PAULO - página da prefeitura  
Logo: Página Principal de Acessibilidade
Informações Criando para a WEB Dicas Links
Histórico
Fale Conosco
*

O que é Acessibilidade?

  1. Acessibilidade (Lat. accessibilitate), s.f. qualidade de ser acessível
  2. Acessível adj. a que se pode chegar facilmente; que fica ao alcance.
    Possibilidade de acesso (ONU) processo de conseguir a igualdade de oportunidades em todas as esferas da sociedade.

A acessibilidade da Internet é a flexibilidade do acesso a informação e interação dos usuários da mesma, que possuam algum tipo de deficiência ou necessidade especial, no que se refere aos mecanismos de navegação e apresentação das páginas, operação de softwares, hardwares, e adaptação de ambientes e situações.

A Internet deve contribuir para melhorar a qualidade de vida e bem estar de todos os cidadãos. Isso quer dizer que todos devem ter, não só acesso às novas tecnologias de informação, mas, sobretudo, que todos devem ter a efetiva possibilidade de utilizá-las.

O acesso aos benefícios da Internet deve, portanto, ser assegurado, tanto quanto possível, sem discriminações ou exclusões, sendo necessário considerar as características e exigências próprias dos cidadãos com necessidades especiais.

A consideração destas características não pode ser ditada por meras razões de solidariedade, mas sobretudo por uma concepção de sociedade, na qual se entende que todos devem participar com direito de igualdade e de acordo com as suas características próprias.

Neste contexto, cabe a todos assegurar que a informação disponibilizada na Internet seja suscetível de ser compreendida e pesquisável pelos cidadãos com necessidades especiais, determinando-se que sejam adotadas as soluções técnicas adequadas a que este objetivo seja alcançado.

Texto inspirado no documento da resolução do conselho de ministros sobre acessibilidade dos sites da administração pública na Internet pelos cidadãos portugueses com necessidades especiais.

Atualmente existem vários documentos internacionais que propõem regras de acessibilidade para a Web, alguns deles contendo exemplos práticos.

As informações aqui disponibilizadas são baseadas nos seguintes:

Directivas para a acessibilidade do conteúdo da Web - 1.0, do W3C
http://www.utad.pt/wai/wai-pageauth.html

Web Frontiers - access & equity online (Austrália),
http://www.lawlink.nsw.gov.au/aus/access.html

IBM: Web Accessibility for Special Needs,
http://www.austin.ibm.com/sns/access.html

Microsoft Accessibility guidelines for the WWW,
http://www.microsoft.com/enable/dev/web_guidelines.htm

Nacional Cancer Institute
http://www.usability.gov/accessibility/index.html


Weinschenk Consulting Group - Online Usability Checklist
http://www.weinschenk.com/tools/online_checklist.asp


O principal objetivo destes documentos é mostrar e exemplificar como se pode melhorar a acessibilidade da informação disponível na Internet, sem prejudicar o seu aspecto gráfico ou funcional.

As Regras devem ser aplicadas somente à informação considerada relevante para a compreensão da navegação e/ou conteúdos.

A sua aplicação deve permitir:

Interação com o sistema sem exigir a visão, dispositivos.
Apontadores, (como mouses, canetas ópticas etc), movimentos precisos ou ações simultâneas.
Compreensão da informação e navegação através de meios auditivos ou visuais.

Se os desenvolvedores e responsáveis pelas informações na Internet se preocuparem em respeitar as propostas destas regras de acessibilidade, estarão beneficiando, além de si próprio, porque terão um número maior de utilizadores de suas informações ou produtos, as pessoas com deficiências (visuais, auditivas, motoras e outras), idosos, pessoas que consultam a Internet com modems ou ligações lentas.

Com equipamentos portáteis (ex: agendas eletrônicas ou outros assistentes digitais);
Com equipamentos sem saída audio; Via audiotexto (consulta da web/email usando equipamento telefônico); Em quiosques públicos.

 


Brasão da Prefeitura de São PauloPRODAMVá para o topo da página